O governador (PMDB) Luiz Eduardo Pezão está encaminhando essa semana à Alerj projetos que atendem às contrapartidas do governo federal para o Plano de Recuperação Fiscal de estados e municípios, sancionado pelo presidente Temer na última quinta-feira (19). O governo federal impôs, entre outras medidas, o aumento da contribuição previdenciária dos servidores estaduais de 11% para 14%.

Ignorando a crise política e a deslegitimidade do governo federal, com Temer sendo gravemente acusado de corrupção, Pezão pretende acatar às exigências e quer provar na Assembleia o aumento da contribuição, o que vai reduzir ainda mais os salários.

Para barrar as medidas que prejudicarão enormemente o funcionalismo e os serviços públicos no Rio, o Movimento Unificado dos Servidores Públicos Estaduais (MUSPE) chama os servidores e a população para protestar contra a medida. O ato acontece nesta quarta-feira, 24 de maio, às 13h, na porta da Alerj, quando o projeto deverá entrar em pauta.

A Assemperj estará presente e convida os servidores do MPRJ a se unir nesta luta contra a perda de salários e direitos.

Deixe um Comentário