Os servidores públicos estaduais continuam sob a ameaça do pacote de maldades do governo Pezão. Agora, o governo quer privatizar a Cedae, uma companhia superavitária, entregando-a como garantia para amortizar dívidas com credores. Isso não resolverá o probelma financeiro do estado, já que isso já foi feito em momentos anteriores e a dívida dos cofres públicos só aumentou. Além disso, os recursos hídricos serão fundamentais em futuro próximo. O preço do serviço se elevará, além da grande demissão de trabalhadores que foram concursados;

A Assemperj estará presente no ato de amanhã, ao meio-dia, em frente à Alerj, junto das demais categorias que fazem parte do movimento unificado dos servidores estaduais (Muspe). O ato encerrará a semana de lutas contra a privatização da Cedae e pelo impeachment do Pezão.

A participação de todos nesse momento é essencial para que mais uma vez o governo recue e engavete definitivamente o seu projeto de falência do funcionalismo público. É importante lembrar o que está em jogo com a aprovação do pacote de maldades. Entre outras perdas, a contribuição previdenciária será elevada para, no mínimo, 14% por um prazo indefinido.

Vamos ás ruas em defesa do nosso patrimônio, do serviço público, contra as demiissões e peo fim da crise do estado do Rio de Janeiro.

Deixe um Comentário