comunicado-importante-da-amil-analitica

Descredenciamento da Rede Dor junto a Amil

Como amplamente divulgado pela mídia recentemente, a partir do próximo dia 20 de junho de 2019 vários hospitais da Rede Dor em cidades como Rio de Janeiro, São Paulo, Distrito Federal e Pernambuco sofrerão ajustes no credenciamento a Amil e em alguns casos, deixarão de ser atendidos por completo, como no Rio de Janeiro.

O referido movimento foi uma decisão unilateral da direção da Rede Dor, que não concordou com os novos modelos de remuneração que a Amil vem trabalhando para implementar junto a seus referenciados.

Embora as negociações nunca tenham sido abandonadas pela direção da Amil, a Rede Dor optou por uma postura radical, solicitando o descredenciamento integral de todos os hospitais da sua rede localizados no Rio e Grande Rio, tornando o posicionamento público antes mesmo que a Amil pudesse se manifestar a respeito.

Diante do fato repentino, a diretoria da Amil se apressou para buscar ajustar sua rede de prestadores referenciados a essa nova realidade.

Nesse sentido, alguns hospitais antes disponibilizados apenas em planos de perfil executivo, passarão a ser oferecidos em planos de perfil especial e intermediários. Em outros já integrantes da rede referenciada terão o escopo de especialidades atendidas ampliado. Além disso o aumento da oferta de leitos foi acelerado para compensar a saída abrupta da conhecida rede hospitalar.  

Destacamos que esses ajustes na rede serão abordados em material específico.

Alterações de rede são usuais em todas as operadoras e sua prática é amparada pela legislação vigente e monitorada pela ANS – Agência Nacional de Saúde Suplementar. 

O descredenciamento dos hospitais da Rede Dor despertou especial atenção no mercado consumidor e aos beneficiários da Amil, em função da notoriedade que possuem.

Todavia, a rede de prestadores referenciados da Amil conta com uma ampla gama de hospitais, clínicas, centros de imagem, análises clínicas, muitos desses próprios e referência em medicina de ponta e vanguarda tecnológica, além de médicos de renome nacional.

A Amil faz parte da UHG – United Health Group, maior conglomerado de saúde do mundo, com sede nos Estados Unidos. A UHG é uma das marcas mais admiradas do mundo no setor e oferece benefícios e serviços de saúde em mais de 130 países, atendendo a mais de 140 milhões de pessoas.

Os números da Amil impressionam, são mais de 6 milhões de beneficiários assistidos, 367 mil empresas clientes, rede credenciada que conta com mais de 20 mil consultórios e clínicas médicas, 5,9 mil laboratórios e centros de diagnósticos, 1,8 mil hospitais, 40,8 mil opções de atendimento na rede odontológica, além de uma ampla rede própria composta por 14 unidades hospitalares, 34 Amil Espaço Saúde, 34 unidades ambulatoriais de pronto atendimento, diagnósticos, centros médicos e clínicas e atuação em âmbito nacional.

A Amil é hoje a operadora de saúde que mais investe em prevenção à saúde no mercado brasileiro, através da manutenção de programas de cuidados com a saúde e tratamento de doenças crônicas.

É também a operadora de saúde que mais investe em verticalização, estratégia empresarial que consiste em criar recursos próprios para atender todos os elos da cadeia produtiva do setor.

A Amil possui de hospitais de ponta e referência nacional, como é o caso dos geridos pelo grupo Américas Serviços Médicos (www.americasmed.com.br), como Samaritano, Pró-Cardíaco e Vitória, na cidade do Rio de Janeiro, a Laboratórios como os administrados pela Rede DASA (www.dasa.com.br), detentora de marcas como Lâmina, Bronstein e Sergio Franco no Rio de Janeiro.

A diretoria da Analítica Seguros, corretora responsável pela gestão dos contratos Amil mantidos pela Assemperj, em conjunto com a diretoria da associação, vem tratando com a direção da operadora acerca dos impactos do referido descredenciamento. A Amil reitera seu compromisso com a manutenção da oferta de serviços de saúde do mais elevado nível a seus beneficiários, bem como em minimizar os efeitos desse movimento.

As tratativas resultaram não apenas na inclusão de novas opções na rede credenciada, como na aprovação da abertura de um prazo extraordinário de 30 dias, no período entre o dia 01 a 31 de julho de 2019, para a realização de downgrade de plano, pelos associados que se sentirem prejudicados.

Alertamos que o downgrade de plano não impacta apenas na oferta de rede credenciada, mas também nos limites de reembolso e padrão de acomodação. Chamamos atenção para o fato de que em outras cidades, uma vez que os planos disponibilizados são nacionais, os impactos da saída da referida rede de hospitais são bem menores e um downgrade de plano representará a perda de alguns prestadores relevantes nestas praças. Face ao exposto, recomendamos uma análise cautelosa em relação a decisão pelo downgrade, avaliando as informações disponibilizadas pela Amil em seu site e aplicativo, pois uma vez realizado, não poderá ser revertido e qualquer outra alteração de plano somente poderá ocorrer no próximo aniversário, em fevereiro de 2020.

A Analítica Seguros realiza plantões semanais às 3º feiras no espaço Assemperj localizado na sede do MPRJ, de 9h as 15h, e na sede da associação, de 15h30 as 18h, pelos telefones e e-mail indicados abaixo.

Blenda Souza

blenda.souza@analiticaseguros.com.br

(21)3747-1829

(21)99648-7004

Deixe um Comentário

[huge_it_slider id='2']